apoio

Grupo de discussão
Mensagem Original
Everton
25/5/2012 19:42:55
#174  Este Forum vai ser fechado aberto
Olá, sou professor de Biologia e tbm trabalho como biólogo em um
parque de ed. ambiental, mas ano passado minha escola recebeu uma
doação de conchas e agora a estou organizando e colecionando,
gostaria de saber se podem me ajudar a identificar a espécie anexa.
Obrigado.


Moderador Carlos
31/5/2012 06:43:01
Olá Everton, Essa concha é um Amphidromus buloti Laidaw & Solem, 1961 eles ocorrem na Indonésia. Classificar esses bichos sem a procedência exata é difícil. Essa é a mais comum delas. Elas podem ocorrer destras ou sinistras como a sua.
Everton
2/6/2012 23:36:49
Muito obrigado Carlos.
Vou fazer uma etiqueta pra por junto com a concha na coleção da escola.
Vou postar mais umas fotos de uns exemplare que estão me dando dor de cabeça. São bivalve de água doce.
Abraço.

Moderador Carlos
6/6/2012 07:39:27
As fotos dos bivalves de agua doce vao dar dor de cabeça para mim...
Everton
8/6/2012 22:17:52
Pois é, tá difícil de achar alguém que entende de bivalve de água
doce, minha esperança é vcs! Vou anexar umas fotos, se conseguires
identificar agradeceria muito.

Everton
8/6/2012 22:21:01
foto 2

Everton
8/6/2012 22:22:14
foto b

Everton
8/6/2012 22:24:02
foto b1

Everton
8/6/2012 22:25:44
foto c

Everton
8/6/2012 22:28:08
foto c2


Membro CdB Ignacio
9/6/2012 12:56:51
Olá Everton,

A minha 1a. impressão e "palpite" acerca da identidade taxonômica dos seus interessantes bivalves límnicos é: gênero "Diplodon" ... possivelmente da espécie nativa "Diplodon granosus (Bruguière, 1792)".

Poderia nos informar, por favor, a localidade geográfica de procedência das conchas ???

Abraços, a disposição !

Ignacio.
http://noticias-malacologicas-am.webnode.pt/

Membro CdB Ignacio
9/6/2012 13:09:07
Everton,

Mande ainda fotos das "conchas abertas", para poder observar os detalhes internos das mesmas e "tentar" confirmar a determinação anterior.

Ignacio.
Everton
15/6/2012 00:36:52
Ok, vou fotografar por dentro tbm, semana que vem eu mando a foto.
A cidade é Gravataí - RS. Nos fundos da escola onde dou aula, no
riacho onde as coletei já abertas, há muitas pegadas e acredito
serem de lontra pelos comentários da população local. Já encontrei
uma atropelada, bem próximo.
Everton
15/6/2012 01:08:27
A respeito do possível Diplodon granosus, existe algum nome popular
pra espécie? Alguma curiosidade relevante? Gostaria de relatar na
coleção da escola.
E do Amphidromus buloti?

Membro CdB Ignacio
18/6/2012 10:44:59
Caro Everton,

Muito obrigado pela valiosa informação de localidade enviada em avanço, mesma que "reforça" a minha suspeita taxonômica. Poderia informar ainda, por favor, o nome do "riacho" e o endereço específico do seu local de coleta lá em Gravataí/ RS ???

Quanto a nomes populares, estes bivalves límnicos são conhecidos como "náiades" e/ ou "mariscos ou mexilhões de água doce".

Como "curiosidade relevante" temos que, em geral, como parte da sua estratégia de reprodução e dispersão no meio ambiente, os bivalves do gênero Diplodon produzem "larvas ectoparasíticas temporárias" do tipo "Gloquidium", mesmas que "grudam" no corpo dos peixes que ficam ao seu alcance, que acabam transportando as mesmas nas bacias hidrográficas onde ocorrem, colaborando assim - ativamente - com a distribuição natural das espécies.

Abraço, ficando no aguardo !

Ignacio.
http://noticias-malacologicas-am.webnode.pt/

Membro CdB Ignacio
18/6/2012 13:25:08
Mais uma informação de cunho ambiental: ... "Diplodon granosus (Bruguière, 1792)" vive, total ou parcialmente enterrado, em margens arenosas e argilosas de rios de pequeno porte nas bacias atlânticas sulinas (... o que é o seu caso !).

E por certo, o meu particular interesse pelo nome do "riacho" e o endereço específico do seu local de coleta devem-se ao fato de que, temporáriamente, encontro-me residindo na vizinha cidade de Cachoeirinha/ RS, desenvolvendo pesquisa ambiental e malacológica justo no perímetro Norte da região metropolitana da Grande Porto Alegre - POA.

Ignacio.
Everton
19/6/2012 00:09:46
Puxa, Ignácio, bom saber que vc é meu visinho, hehehe. Quem sabe
podemos nos encontrar.
Então, sou professor no Colégio Santa Luzia em Morungava, pda 96, e
nos fundos da escola passa o arroio Morungava, onde coletei os
exemplares abaixo.

Everton
19/6/2012 00:11:33
concha 2

Everton
19/6/2012 00:12:45
concha a

Everton
19/6/2012 00:13:43
concha B

Everton
19/6/2012 00:18:51
Repare que elas estão quebradas na borda. Acredito serem presas de
lontra ou cuica que habitam as margens do riacho.
A concha grande abaixo coletei no açude do Pampas Safári, onde
trabalhei como biólogo.

Everton
19/6/2012 00:20:05
bivalve b

Everton
19/6/2012 00:27:53
Obrigado pelas curiosidades relevantes. Me ajudou a confirmar
alguns dados que havia conseguido em pesquisa na internet.
Os exemplares a baixo, não lembro a aoriegm mas quase certo são da
região de Gravataí tbm, doações de alunos e de um colega biólogo de
Morungava.

Everton
19/6/2012 00:29:24
bivalve 2

Everton
19/6/2012 00:32:27
bivalve a

Everton
19/6/2012 00:33:20
bivalve b

Everton
19/6/2012 00:34:53
dulcicula 1

Everton
19/6/2012 00:54:44
dulciculas

Everton
19/6/2012 00:56:38
rio 1

Everton
19/6/2012 01:32:47
rio 2


Membro CdB Ignacio
19/6/2012 14:40:51
Valeu pelas oportunas informações de campo repassadas, Everton !

Bom, de entrada confirmo o meu diagnóstico inicial para suas conchas, através das 3 novas fotografias por você postadas: ... "Diplodon granosus (Bruguière, 1792)".

O espécime a seguir (concha b), ao parecer tráta-se de "Anodontites obtusus (Spix, 1927)", melhor conhecida na região da Grande POA como "Anodontites lucidus (d'Orbigny, 1835)".

Idem do anterior comentado para sua interessante concha coletada no açude central do parque "Pampa Safári", em Gravataí (... conheço o local !).

As 4 fotografias seguintes ilustram, na minha opinião, a espécie "Diplodon aethiops (Lea, 1860)", contemporáneamente incluída como uma das numerosas sinonímias do polêmico status específico "Rhipidodonta charruana (d'Orbigny, 1835)".

As próximas 2 fotografias correspondem, sem lugar a dúvidas, a espécie "Anodontites trapesialis (Lamarck, 1819)".

Finalmente, o espécime das restantes 2 imágens parece corresponder a espécie "Anodontites trapezeus (Spix, 1827)".

Resultaría importante/ de grande valía que você ainda possa obter a informação referente à "localidade exata de procedência" desses últimos espécimes ilustrados, lembrando que "material sem dados mínimos de campo carece de valor científico", o qual sería uma verdadeira pena neste caso (por favor, informe caso obtenha sucesso !!).

Um grande abraço, ficando por aqui desde já a disposição e gratas ordens !

Ignacio.
ignacioagudo@gmail.com
http://noticias-malacologicas-am.webnode.pt/

Membro CdB Ignacio
19/6/2012 18:13:40
Caro Everton,

Conseguí precisar em avanço a localidade de coleta das suas náiades (Arroio Morungava, fundos do "Colégio Santa Luzia", Parada 96, Distrito Morungava, Gravataí):

http://www.prainhademorungava.com.br/site/pag_como_chegar.php

Muito bom mesmo, já que dito local encontra-se ainda inédito regionalmente desde o ponto de vista malacológico.

Renovado abraço, a disposição !

Ignacio.
ignacioagudo@gmail.com
http://noticias-malacologicas-am.webnode.pt/
Everton
20/6/2012 12:26:49
Fico imensamente grato pela ajuda com a identificação dos
exemplares, pois ainda não havia conseguido contato com nenhum
especialista em bivalves dulcículos. Em breve postarei uma foto da
minha coleção que montei na escola. Grande abraço!
Everton
20/6/2012 12:49:58
Aproveitando o fórum, segue mais umas fotinhos de algumas espécies
que recebi e ainda não consegui identificar:

Everton
20/6/2012 12:52:01
concha 1

Everton
20/6/2012 12:53:52
concha 2

Everton
20/6/2012 12:55:11
ela é bem pesada apesar do tamanho pequeno

Everton
20/6/2012 12:59:29
concha 3

Everton
20/6/2012 13:01:02
concha 3a

Everton
20/6/2012 13:05:24
concha 4

Everton
20/6/2012 13:07:39
concha 4a


Moderador Carlos
23/6/2012 09:31:49
A concha 1 é Cymatium martinianum Orbigny, 1845; concha 2: Turbinella laevigata Anton, 1839; concha 3: Ventricolaria rigida (Dillwyn, 1817); concha 4: Macrocypraea zebra (Linnaeus, 1758)
Everton
23/6/2012 22:38:51
Carlos, obrigado novamente, as informações de vcs foram muito
importantes, montei uma bela coleção didática na minha escola.
Assim que der postarei uma foto.
Se eu puder ajudar em algo estou a disposição.
Everton Moura
Biólogo e Taxidermista

Membro CdB Ignacio
24/6/2012 01:42:01
Caro Everton,

Poderia me contatar por fora do fórum, em particular/ vía e-mail, para conversar/ cruzar algumas informações/ idéias acerca do nosso trabalho regional desenvolvido no âmbito ambiental ?

Grato, ficando no aguardo !

Ignacio.
ignacioagudo@gmail.com
http://noticias-malacologicas-am.webnode.pt/
Everton
27/7/2012 15:28:13
Ainda organizando nossa coleção. Devido a forma singular desse
grupo, a espécie Murex tribulus tem algum nome popular ou
curiosidade popular a respeito?

Membro CdB Ignacio
3/9/2012 10:08:58
Caro Everton,

Pelo pouco que lembro acerca do "Murex tribulus Linnaeus, 1758", belo gastrópode mundialmente famoso entre os colecionadores de conchas, é popularmente conhecido como "Pente-do-mar" ou "Pente-de-Venus".

Abraços !


--

A. Ignacio Agudo-Padrón
Geographer & Researcher Malacologist
PDPM Editor
Project "Avulsos Malacológicos - AM"
Southern Brazil _@/"
ignacioagudo@gmail.com
http://noticias-malacologicas-am.webnode.pt/
Curriculum: http://lattes.cnpq.br/3951358740536805
Everton
3/9/2012 15:56:27
Muito obrigrado, vou anexar essa curiosidade na etiqueta! Abraço!

Membro CdB Ignacio
5/9/2012 22:42:00
Caro Everton,

Acerca das suas "conchas bivalves límnicas":

AGUDO-PADRÓN, A.I. 2012. New geographical record of freshwater mussels/ naiads in the Gravataí Municipal District, Great Porto Alegre, Rio Grande do Sul State/ RS, Southernmost Brazil region. FMCS Newsletter Ellipsaria, Illinois, 14(3): 25-28. Available online at: http://molluskconservation.org/EVENTS/ELLIPSARIA/EllipsariaSept2012.pdf


Renovado abraço !


--

A. Ignacio Agudo-Padrón
Geographer & Researcher Malacologist
PDPM Editor
Project "Avulsos Malacológicos - AM"
Southern Brazil _@/"
ignacioagudo@gmail.com
http://noticias-malacologicas-am.webnode.pt/
Curriculum: http://lattes.cnpq.br/3951358740536805
Everton
6/9/2012 00:43:02
Que legal Ignacio! Obrigado pelas citações! Belo trabalho! Vou
imprimir e colocar no mural da escola. Vou falar para os alunos do
clube de ciências! Ficarão impressionados! hehe
Abraço! Se eu coletar mais conchas na região te comunicarei!

Membro CdB Ignacio
7/9/2012 02:14:13
Caro Everton,

Sou eu quem tem que agradecer pela seu oportuno e valioso interesse pela nossa sofrida malacofauna límnica nativa, técnicamente "ameaçada de extinção" por causas antrópicas.

Encontrará igualmente o artigo visitando o seguinte endereço:

http://noticias-malacologicas-am.webnode.pt/news/new-short-brazilian-contributions-available-/

Renovado abraço amigo, a disposição !


--

A. IGNACIO AGUDO-PADRÓN
Geógrafo CREA/SC 080504-0
Malacologista pesquisador
Projeto AVULSOS MALACOLÓGICOS – AM
ignacioagudo@gmail.com
http://noticias-malacologicas-am.webnode.pt/
Curriculum:
http://lattes.cnpq.br/3951358740536805
Everton
7/9/2012 10:14:48
Valeu Ignacio!
anderson.matos79
28/8/2017 09:52:52
As anêmonas são um dos mais emblemáticos animais de água
salgada conhecidos em todo o mundo. A Anêmona e peixe palhaço
é uma razão popular pela qual muitos de nós entraram no mundo
do aquário de água salgada. Existe uma grande diferença de
preços entre as anêmonas, que variam de R$50 a R$2.000. A cor
e o tamanho, bem como a fonte, determinam o preço.

http://aquario-marinho.com/blog/dividir-anemonas/



Você deve estar logado para opinar neste forum. Logar-se

 

Regras | Legenda

 

Glossário | Referências | Créditos | Copyright

© 2001 - 2020 Conquiliologistas do Brasil