apoio

Significado dos nomes científicos (gêneros, subgêneros e espécies) de alguns moluscos que ocorrem no Brasil (S. Vanin, 2007)

Introdução
 Existem muitas maneiras possíveis para se criar nomes de gêneros e espécies. As regras para a formação desses nomes podem parecer complicadas para os leigos. Para maiores detalhes, consultar a página da CdB, Matérias, “Quais as regras principais para a formação de um nome genérico”, “Quais as regras principais para a formação de um nome específico”, e o Código Internacional de Nomenclatura Zoológica.

 Os nomes podem ser derivados de características morfológicas, observadas no animal (concha ou anatomia), ou então de  particularidades da ecologia, comportamento ou da distribuição geográfica. Exemplos (ver etimologias abaixo): Stigmaulax, em referência à  concha com sulcos e manchas; Pisolamia, pelos hábitos de vida parasitários; Bradybaena,  em referência ao modo de caminhar lento desses moluscos; Limnoperna, por viverem  em lagos, lagoas ou pântanos,  e pela semelhança com mexilhões do gênero Perna; Bahiensis, denotando a  procedência geográfica, ou seja, da Bahia.

 Muitos nomes de gêneros ou espécies homenageiam pessoas. Alguns sufixos indicam que se trata de homenagem, como -ia (Splengleria, Blauneria), -a (Fargoa, Henrya), -ella (Cooperella, Kurtziella, Sayella); o nome do homenageado também pode ser utilizado como um prefixo: Dallocardia, Juliacorbula, Lindapterys, Mikadotrochus, Riosatella. Para a formação de um nome específico de animal, a partir do nome de uma pessoa, as regras são bem simples: se homem, acrescentar ao nome o sufixo -i; se mulher, -ae; se mais de um homem ou homem e mulher -orum; se mais de uma mulher -arum. Informações sobre as pessoas homenageadas, taxonomistas, compositores, e navios famosos que realizaram expedições de coleta,  podem ser obtidas no site da Internet “Biographical Etymology of Marine Organism Names (BEMON) http://www.tmbl.gu.se/libdb/taxon/personetymol/index.htm. Esse site fornece nome completo, ano de nascimento e falecimento (se for o caso), nacionalidade, se o homenageado é ou foi taxonomista, além dos táxons nomeados como homenagem.  Nomes científicos que homenageiam pessoas não serão incluídos na lista. Vários nomes se baseiam em divinidades ou personagens das diversas mitologias, como Atys, Charonia, Chione,  e Semele.

 Alguns nomes são anagramas de nomes de outros gêneros, como por exemplo Milax (ver abaixo), anagrama de Limax. Outros nomes são combinações aleatórias de letras ou palavras. Se o autor não fornecer a etimologia da palavra por ocasião da descrição do táxon, é praticamente impossível a outra pessoa reconstituir como o nome foi formado (por exemplo, Piseinotecus, ver abaixo). O mesmo pode ocorrer com os nomes específicos, por exemplo, o nome do bivalve Abra cadabra, que não se refere a nenhuma particularidade morfológica, ecológica ou de ocorrência geográfica do animal, apenas reproduz uma expressão muito utilizada por mágicos no mundo todo. Assim, algumas etimologias fornecidas a seguir são tentativas, pois o significado pretendido pelo autor pode ter sido outro, diferente daquele aqui sugerido.

 A principal referência utilizada para a verificação da etimologia foi Brown, R.W.1978 (reprint edition). Composition of Scientific Words, Smithsonian Institution Press, Washington D.C., 882p.  Também foram consultados dicionários de latim, de grego, de literatura clássica e etimológicos de língua portuguesa, além de enciclopédias.

            Correções e acréscimos serão bem-vindos.

PARTE 1 – gêneros e subgêneros. Em preto, nomes de táxons marinhos e estuarinos; em azul, terrestres e de água doce.

 
 

Abra, abra (L.) = escrava, concubina.
Abyssoaclis, abyssos (Gr.) = o mar profundo; Aclis, gênero de moluscos gastrópodes.
Abyssochrysos, abyssos (Gr.) = o mar profundo; chrysos (Gr.) = dourado.
Acanthochitona, acanthos (L.), akanthos (Gr.) = espinho; Chiton, gênero de moluscos poliplacóforos; -ona (L.), sufixo aumentativo.
Acanthocistes, acanthos (L.), akanthos (Gr.) = espinho; cista (L.), kistes (Gr.) = caixa.
Achatina, achates (Gr.) = ágata; -ina, sufixo diminutivo.
Aclis, aclys (L.) = lança curta.
Acmaturris, akme (Gr.) = ponto mais alto; Turris, gênero de gsatrópodes.
Acrorbis, acron, acro- (Gr.) = extremidade, ponta; orbis (L.) = círculo.
Acrosterigma, akron (Gr.) = extremidade, ponta; sterigma (Gr.) = coluna, pilastra.
Acteocina, Acteon, gênero de moluscos gastrópodes; -ina (L.) que denota natureza.
Acteon, acta (L.) = praia.
Acutitectonica, acutus (L.) agudo, afiado; tectonica, parte do nome  Architectonica, um gênero de gastrópode.
Adelomelon, adelos (Gr.) = desconhecido, secreto; melon (Gr.) = melão com formato    arredondado.
Adelopoma, adelos (Gr.) = desconhecido, secreto; poma (Gr.) = opérculo, tampa.
Adrana, adranes (Gr.) = fraco.
Aegire, de Aegir, o deus do mar na mitologia germânica.
Aeolidiella, aellos (Gr.) = pássaro; -ella, sufixo diminutivo
Aequipecten, aequus (L.) = uniforme, simétrico; pecten (L.) = pente.
Aesopus, “Esopo”, fabulista grego do século VII ou VI  A. C.
Agathistoma, agathis (Gr.) = fieira de esferas, stoma (Gr.) = abertura, boca.
Agathotoma, agathos (Gr.) = bom; tome (Gr.) = corte, divisão, incisão.
Agaronia, de Agar, personagem bíblica, escrava egípcia de Sara, concubina legal de Abraão; tiveram um filho, Ismael, que a tradição considerou como o ancestral dos árabes.
Alectrion, alektros (Gr.) = solteiro, solitário; -ion, sufixo diminutivo.
Alia, Ália (Allia, L.), pequeno tributário do rio Tibre.
Aliger, aliger (L.) = alado, com asa.
Amaea, ama (L.) = êmbolo; -ea, sufixo que denota natureza.
Amalthea, amalthea (Gr.), na mitologia grega, a cabra que amamentou Zeus, ou uma ninfa que alimentou Zeus com o leite de uma cabra. Zeus presenteou a ninfa com um dos cornos da cabra, conhecido como cornucópia e dotado do poder de produzir qualquer coisa desejada por seu possuidor.
Americardia, America , substantivo latinizado; cardia (L.) = coração.
Americuna, America, substantivo latinizado, -una sufixo.
Amiantis, amiantos (Gr.) = puro, sem manchas.
Ammonicera, Ammon (Gr.) = deus sol, representado com chifres de carneiro; keras (Gr.) = chifres.
Amphidesma, amphis (Gr.) = dos dois lados, ao redor;  desmos (Gr.) = ligação, faixa, charneira, dobradiça.
Amphissa, amphis (Gr.) = dos dois lados, ao redor.
Amphithalamus, amphis (Gr.) = dos dois lados, ao redor; thalamos (Gr.) = leito conjugal, receptáculo.
Ampullaria, ampulla (L.) = frasco, garrafa; -aria, sufixo que denota condição.
Amusiummousa (Gr.), musa (L.), amuse (Francês.) = musa, deusas que nas mitologias clássicas presidiam as Ciências, as Letras, e as Artes, sob a direção de Apolo..
Amygdalum, amygdalos (Gr.), amygdalus (L.) = amêndoa
Anatina, anas (L.) = ganso, anatinus (L.) = dos gansos.
Anatoma, anatome (Gr.) = cortada, dissecada.
Ancilla, ancilla (L.) = escrava, servente.
Ancillaria, ancillaris (L.) = pertencente à escrava ou doméstica.
Ancistrobasis, ankistron (Gr.) = gancho; basis (Gr.) = base.
Ancistrosyrinx, ankistron (Gr.) = gancho; syrinx (Gr.) = flauta.
Ancylus, ankylos (Gr.) = recurvado, provido de gancho.
Angiola, diminutivo de angion (Gr.) = vaso ou cápsula ; angiola  = pequena cápsula.
Anguispira, anguis (L.) = serpente; spira (L.) = espiral.
Angulus, angulus (L.) = ângulo, dobrado.
Angustipes, angustus (L.) = estreito; pes, pedis (L.) = pé.
Anisancylus, anisos (Gr.) = diferente; Ancylus, gênro de moluscos gastrópodes.
Anodontites, an- (Gr.) = sem; odontos = (Gr.) dente; -ites, sufixo que denota natureza..
Anomalocardiaanomalos (Gr.) = irregular, diferentes; kardia  (Gr.) = coração.
Anomia, anomos (Gr.) = diferente.
Anostoma, an- (Gr.) = sem; stoma (Gr.) = boca, abertura.
Antalis, anta (L) = pilar, -alis (L.), sufixo que denota posse.
Anticorbula, anti (Gr.) = oposto, mas também semelhante, parecido, que deve ser o significado neste caso; Corbula, gênero de moluscos bivalves.
Antillophos, Antillae, Antilhas; Phos, gênero de moluscos gastrópodes.
Anthinus, anthinos (Gr.) = de flores, com flores.
Annulobalcis, annulus (L.) = anel; Balcis, gênero de moluscos gastrópodes.
Aperostoma, aperio (L.) = buraco, aberto; stoma (Gr.) = abertura, boca.
Aplysia, aplysia (Gr.) = sujeira, imundície.
Aporodoris, a- (Gr.) prefixo que significa sem; poros (Gr.) = passagem, orifício; Doris, gênero de moluscos nudibrânquios.
Aposcutalus, apo- (Gr.) = separado, distante; Scutalus, gênero de moluscos gastrópodes.
Arca, arca (L.) = caixa, arca.
Architectonica, architecton (Gr.) = carpinteiro, arquiteto; -ica, sufixo que denota condição.
Architeuthis, arche (Gr.) = primeiro; Teuthis, gênero de moluscos cefalópodes.
Arcinella, arcinella (L.) diminutivo de arca, caixinha.
Arcopsis, arca (L.) = caixa; -opsis, sufixo que designa semelhança: semelhante a Arca, gênero de bivalves.
Arene, arena (L.) = areia.
Arginarca, argyros (Gr.) =  prata; Arca, gênero de moluscos bivalves.
Argonauta. Os argonautas são heróis da mitologia grega. Foram os navegadores do navio Argo, conduzidos por Jasão para buscar o velocino de ouro em Cólquida. Dentre os mais conhecidos estão Hércules, Orfeu, e Teseu.
Argopecten, Argo = navio da mitologia grega, conduzido por Jasão; pecten (L.) = pente, e nome de gênero de molusco bivalve.
Armata, armatus (L.) = armada .
Armina, nome próprio feminino germânico, significa guerreira.
Asaphis, asaphes (Gr.) = indistinto,confuso.
Ascobulla, askos (Gr.) = saco, vesícula; bulla (L.) = bolha.
Asperiscala, asper (L.) = áspero, rugoso; Scala, gênero de gastrópode epitoniídeo.
Astarte, Astarte (Gr.) = deusa fenícia do amor e da fertilidade.
Asthaenothaerus, asthaenes (Gr.) = fraco, débil; thaero (Gr.) = dobradiça.
Astraea, aster (L.) e astron (Gr.) = estrela.
Astralium, astrale (L.) = relativo aos astros.
Astyris, asty (Gr.) = atraente, bonito; -is, sufixo que denota condição.
Atlanta, atlas, atlantis (L.) = habitante da Atlântida.
Atlantidea, Atlanta, gênero de moluscos gastrópodes; idea (L.) = aparência. 
Atrinaatrina (Latim moderno), um tipo de molusco, um gênero de molusco
Atys, Átis, deus dos fríngios, companheiro de Cibele, venerado no culto asiático dessa deusa.
Aulacomya, aulax, aulakos (Gr.) = sulco, estria; Mya, gênero de moluscos bivalves.
Auris, auris (L.) = orelha.
Austrocyclotusauster, austri (L.) = sul; Cyclotus, gênero de moluscos gastrópodes.
Austrolittorina, auster, austri (L.) = sul; Littorina, gênero de moluscos gastrópodes.
Austromacoma, auster, austri (L.) = sul; Macoma, gênero de moluscos bivalves.
Avicula, avicula, diminutivo de avis (L.) = pássaro, ave, portanto = pequena ave.

próxima >>

 

 

Glossário | Referências | Créditos | Copyright

© 2001 - 2020 Conquiliologistas do Brasil