apoio

Ata da reunião realizada no dia 05/04/2003:

Ata da reunião da Conquiliologistas do Brasil realizada na sede da Femorale em São Paulo em 08 de março de 2003 ( Terceira reunião do ano )

Estiveram presentes à reunião os seguintes participantes: Adolpho Birmann, André De Luca, Antonio Celso Guimarães Prado,Carlos Alberto Henckes, Celso Luiz R. Esteves, Claudio Tempesta Junior, Cristina Koprick Sodré, Eduardo Schirrmeister, Jose Benedito Baena, Jose Coltro Junior, Jose Roberto Heise, Julio Colella, Lucia Vergara Santos, Marco Aurélio Temca Sodré, Marcus Vinicius Coltro, Martha Rodrigues de Castro, Oscar Simões de Abreu, Paulo Luiz Giannocco, Roberto Sergio Lopes, Sidney Gigliotti e Zhao Yongle.

Trabalhos:

1 - Iniciada a reunião com a apresentação dos Spondylus levados por Carlos Henkes, Celso Luiz R. Esteves , Cristina Koprick Sodré, Eduardo Schirrmeister, José Roberto Heise e Lucia Vergara Santos, com a finalidade de classificar, dirimir dúvidas e ilustrar a reunião. Participou ativamente o sócio Jose Coltro que orientou a classificação do material brasileiro apresentado pelos participantes : Spondylus americanus, Spondylus erinaceus, Spondylus ictericus, Spondylus gilvus e Spondylus sp.
As peças mais significativas foram fotografadas por Carlos Alberto Henckes e Eduardo Schirrmeister para ser incluídas no site dos Conquiliologistas do Brasil.

2 - Jose Roberto Heise propôs que a reunião de junho venha a ser feita na sede do Museu de Ciências da Natureza JOBAS, na cidade de São Vicente- SP,sendo na ocasião seu diretor, Paulo Matiolli, o palestrante.

3 - Apresentada palestra, acompanhada da projeção de slides, por Paulo Luiz Giannocco, a saber: coleção de notas e moedas com o tema de conchas.


Sr.Julio e Zhao

Sr.Julio, Paulo, Sidão, José Roberto, Cristina e Celso Esteves

Algumas espécies levadas pelos sócios para a discussão

Antonio Celso e o Oscar colocando as contas da entidade em dia

José Coltro, Eduardo e Sr. Birman classificando os Spondylus

Resumo:

CONCHAS IMPRESSAS NO DINHEIRO

 


Paulo apresentando sua palestra sobre moedas

Os moluscos não são apenas úteis ao homem como fonte de proteínas; eles, em particular suas conchas, participaram dos valores e culturas em diversas sociedades na Ásia , África, Oceania e Costa Oriental das Américas. Também deixaram sua influência em culturas mais avançadas; Hator no Egito faraônico e Afrodite grega, ambas Deusas da fertilidade, nasceram de conchas.

Isto foi base para que a concha fosse aceita como instrumento de crédito nas relações entre sociedades, ou seja como moeda de troca. Com a chegada do colonialismo rompeu-se esta relação e os europeus impuseram seus hábitos, valores e suas moedas em discos metálicos e cédulas de papel. Após obterem sua liberdade, aqueles países retomaram seus valores. Gana, Guiné, Ilhas Cook, Comores, Tuvalu, Vaneatu, Ilhas Fidji, Ilhas Maldivas imprimiram Cypraeas e Charonias em seu dinheiro.

Outras manifestações de conchas em moedas vêem pelas religiões cristã (Pecten jacobeaus) e budistas (Turbinella pyrum). A Pecten aparece em moedas do Vaticano, papas Benedito XIII e Pio IX, Anguilla, Barbados, Ilhas Virgens Britânicas, Cabo Verde etc.

Países que tem ou tiveram o budismo como religião dominante, imprimiram a Turbinella no seu dinheiro, Nepal, Tailândia, Índia, Butão, ex-Tibet, Japão e China.

Outras manifestações são de ordem econômica ou mesmo ecológica como: Bahamas, Turks and Caicos, Bermudas, Filipinas etc.

Por Paulo Luiz Giannocco


4 - A Femorale através de seu proprietário o sócio Jose Coltro, presenteou a todos os participantes com um exemplar de Nerita scabricosta, coletada por ele em recente viagem ao Ecuador.

5 - Próxima reunião agendada para 10/maio/2003 onde discutiremos a família CONIDAE

Ata redigida por Celso Esteves e Paulo Luiz Giannocco.

 

 

Glossário | Referências | Créditos | Copyright

© 2001 - 2020 Conquiliologistas do Brasil